sábado, 9 de abril de 2016

Como o direito ajuda sua empresa?

Escrito por Rodrigo Reis

Você já se perguntou porque todas as grandes empresas possuem um setor jurídico? Será que de alguma forma conhecer os princípios básicos do direito pode ajudar uma jovem empresa no dia a dia?

Nem sempre nos damos conta, mas basicamente todas as relações humanas são regulamentadas pelo direito. Para o bem ou para o mal o direito interfere profundamente na nossa vida cotidiana, desde o simples fato de caminharmos pelas ruas (direito de ir e vir) até o direito à vida (bem jurídico indisponível).

Dessa forma, não é preciso enveredar pelas profundezas filosóficas para saber que o direito é fundamental na atividade empresarial.

No âmbito empresarial, nos valemos do direito para tudo; desde a criação de normas internas, as quais não devem colidir com direitos fundamentais e civis, até para regulamentar as relações trabalhistas, assim como desenvolver e sedimentar as parcerias comerciais, planejando o futuro da empresa.

Enfim, o direito se faz presente em todas as etapas da criação da empresa, regulamenta as suas operações e parametriza as suas atividades e relações com clientes, fornecedores e sociedade.

É necessário que o empresário conheça e entenda a função do direito, utilizando-o como ferramenta essencial para a condução do seu negócio, agindo sempre dentro da legalidade, colhendo os seus frutos de forma legítima e sustentável.

É muito importante perceber o quanto o direito pode interferir positivamente no seu negócio, e como ele está presente nos menores detalhes.

Claro que o empresário não precisa ser um jurista conhecedor de todas as leis existentes, até porque o arcabouço legal no Brasil é infindável, e para isso a empresa deve contar com profissionais capacitados. No entanto, ele deve saber que o direito, quando devidamente aplicado, é o sustentáculo para todas as atividades do negócio.
Mas como o direito pode ajudar a empresa no dia a dia?

Ora a resposta é simples: – Entendendo, seguindo e aplicando o direito! A empresa tem um dever social, e cumprir as normas de direito garantindo assim a saúde da empresa, principalmente gerando economia, pois quanto mais se opera dentro da lei, menor é o risco de litígio e menos a empresa tem a perder com indenizações, multas e desgaste da marca.

O direito não é um só, existem diversas ramificações da matéria. No caso do direito empresarial, este interage com diversas disciplinas como direito do consumidor, trabalhista, tributário, público, ambiental entre outros.

Conhecer um pouco do direito em cada uma das suas inflexões sobre as atividades empresariais, vai te ajudar a atender melhor o teu cliente, planejar a tributação da sua empresa, solidificar a relação com o teu colaborador, enfim melhorar o resultado global da empresa.

Um exemplo simples é quanto ao direito do consumidor. Quando você conhece e respeita a Lei Consumerista, estará atuando em duas frentes distintas. A primeira, cativar o seu cliente que sentindo-se respeitado, tenderá a fidelizar-se ao seu produto ou serviço. A segunda, reduzirá drasticamente o risco de ser acionado judicialmente, por descumprimento da norma.

Da mesma forma em relação ao direito tributário, aplicando-o corretamente você poderá talvez economizar um bom dinheiro para a sua empresa.

Então, para você que já tem uma empresa ou que está pensando em abrir uma, saiba que o direito, quando entendido e bem aplicado terá um impacto positivo no seu negócio, seja na prevenção de litígios o que certamente se converterá em uma boa economia, quanto na consolidação da sua marca o que acarretará um melhor posicionamento do seu produto ou serviço no mercado.

O direito faz parte da nossa vida, entendo-o, se torna uma ferramenta indispensável para a longevidade do nosso negócio, agregando todos os tipos de valores positivos, pertinentes as relações humanas, onde às empresariais, tem um relevante papel social.

Portanto, compreender o direito e sua onipresença, trará ao seu negócio a possibilidade de colher bons resultados.

Entenda, siga e aplica o direito, e coisas boas acontecerão!